Volver

Apresentação

Os Congressos de História da Coroa de Aragão tiveram início em 1908, por ocasião da comemoração do VII Centenário do nascimento do rei Jaime I (1208-1276). Até à data, foram realizados vinte congressos em diferentes cidades da antiga Coroa de Aragão. Para se ter uma ideia de sua importante contribuição aos estudos históricos em todas as suas facetas, basta observar que seus anais compreendem 68 volumes, com mais de 35 mil páginas. Contêm 1.803 apresentações e comunicações, escritas por mais de mil autores.

Um caráter distintivo destes Congressos é o caráter cooficial das línguas utilizadas nos territórios da Coroa de Aragão (espanhol, catalão, italiano e francês), que se mantém até hoje. Outra característica marcante é que os Congressos sempre contaram com historiadores de prestígio para desenvolver as suas apresentações e comunicações, mas ao mesmo tempo também estiveram abertos ao trabalho de jovens investigadores.

Os Congressos de História da Coroa de Aragão e a sua Comissão Permanente são regulados por Regulamentos que foram aprovados no VIII Congresso, em Valência, em 1967, parcialmente modificados no IX, em Nápoles, em 1973, e no XV, em Jaca, em 1993.

Subir